Como ser magro comendo de tudo: 8 lições que aprendi assistindo Masterchef

MasterchefMotivaçãoset 01, 2017por

Então, eu tenho um segredo. Eu estou completamente, loucamente, apaixonadamente viciada em Masterchef. Essa temporada que terminou agora foi a minha primeira, mas nesses últimos meses já vi quase todas no YouTube (falta terminar Masterchef Junior e toda a 3ª temporada). Você tem noção? São quase 2 horas cada episódio  e eu já vi quase tudo. É muito amor. Como assim eu nunca tinha visto esse programa maravilhoso?

participantes-masterchef-2017

Eu comecei a ver Masterchef num momento em que estava meio noiada com comida, sabem? Então a primeira coisa que me chamou a atenção foi a seguinte: como a maior parte dos Masterchefs consegue manter a forma comendo de tudo? Você já reparou nisso? A grande maioria deles são magros. E não caiam naquele papo de ah, porque eles são muito novos e o metabolismo deve ser mágico. Na na ni na não. Tem gente de todas as idades. E 80% são magros. Como assim, Bial??? E não é coisa só do Masterchef Brasil. Dei uma googlada e vi que nos outros países o padrão se repete. Saca só os participantes do Masterchef Austrália:

masterchef-australia

Daí eu comecei a reparar mais na relação dos chefs com a comida e me encantei ao perceber que sim, senhor! É possível comer de tudo e ser magro. Como? Segura essa sabedoria Masterchef:

1. Eles cozinham o que comem

Os caras não são chefs profissionais e aprenderam a cozinha de raiz, em casa. Todo dia. Muitas vezes depois de um dia exaustivo de trabalho. Cozinham por diversão, por amor. Não são daqueles que se rendem facilmente a um sanduiche ou a um fast food qualquer na hora do jantar. E por cozinhar a própria comida, naturalmente comem menos sódio, gordura, açúcar, conservantes e corantes – elementos presentes em excesso na comida industrializada, que não fazem nada bem pra saúde e pro físico também.

2. Eles valorizam a comida de verdade

jacquin-masterchef

Se eles querem um molho de tomate, uma goiabada ou uma lasanha, eles não compram pronto. Eles vão lá e fazem. Valorizam o ingrediente. Buscam sempre os vegetais orgânicos. Os ovos de galinhas felizes. A combinação de temperos. Eles quase não usam leite condensado. Fazem creme patissière. Nada vem pronto. Os sabores são construídos. E assim, novamente evitam os industrializados que vem adoecendo e engordando nossa sociedade.

3. A proteína é o ingrediente principal

masterchef-brasil-2016

Se você reparar bem vai perceber que as proteínas são as estrelas da grande maioria dos pratos feitos pelos Masterchef. Coisa linda de ver aquele pedação de carne, peixe, porco reinando no prato. Os acompanhamentos são poucos. Geralmente um ou dois, em menor quantidade que a proteína, fora o molho que não pode faltar.
Hoje em dia temos diversos estudos que comprovam que uma alimentação rica em proteínas é grande aliada para manter um corpo em forma, pois ajuda a reduzir o apetite, gerando saciedade.

4. Eles não tem medo da gordura natural

A galera se joga mesmo nas gorduras naturais como manteiga, banha de porco e creme de leite. Sempre com equilíbrio, é claro. Os próprios jurados vivem falando que um prato com gordura em excesso não é agradável ao paladar. Mas isso também não quer dizer comer gorduras de menos, ou gorduras trans e artificiais, como muita gente faz hoje em dia ao se entupir de biscoitos, óleo de soja e margarina. Também já foi comprovado cientificamente que uma dieta low carb, com mais gorduras que carboidratos, é mais eficiente na perda e manutenção do peso. Vida longa ao óleo de coco, aos queijos gordos artesanais, aos azeites e todas as outras gorduras saudáveis desse mundão!

5. Eles cozinham de tudo

caixa misteriosa cabeca de porco lee leonardo paola jacquin fogaca band masterchef brasil

Vegetais como repolho são estrelas de um prato. Assim como Cérebro. Rã. Chuchu. Cinzas feitas de casca de cebola. Chips de raízes de alho poró. Tutano de boi. Cabeça de porco. Frutas nas saladas e molhos. Um mundo de variedade, aproveitamento total dos alimentos. O corpo agradece a diversidade de sabores e nutrientes e a natureza agradece a valorização e aproveitamento dos frutos de nossa terra.

6. Os pratos são feitos com equilíbrio

Nunca tem muita comida nos pratos. Sempre tem o suficiente. As quantidades de proteínas, gorduras e carboidratos sempre são equilibradas de maneira a harmonizar os sabores. E daí, ao mesmo tempo em que encantam o paladar, também fazem bem à saúde. Equilíbrio é tudo nessa vida!

7. Eles comem com prazer

participantes-masterchef

Acredito muito que a comida deve ser sempre fonte de energia e de prazer! Nunca de culpa ou punição. Vejo muita gente por aí que encara a comida como um fardo, leva aquela dieta na tristeza e emagrece sofrendo. O que acontece depois, na maioria das vezes, é que se ganha todo o peso de volta, às vezes até mais, porque acabamos desenvolvendo uma compulsão e fixação por comida. Daí temos um corpo gordinho e uma mente frustrada, pois acaba-se entrando num ciclo de engorda/emagrece, uma tristeza sem fim! Vamos parar com essa história? Dá pra comer saudável com prazer. E também dá pra comer não tão saudável de vez em quando sem engordar. É só encarar a alimentação de uma maneira mais leve, com amor. Como os nossos Masterchefs.

8. Eles usam pouco açúcar e, no geral, não gostam de sobremesa

As sobremesas mais bem avaliadas pelos jurados são as menos doces. Não é o açúcar que deve sobressair e sim o conjunto de sabores e texturas. Outra coisa que me chama sempre a atenção é que a maior parte deles não curte fazer sobremesa. Quer dizer, não devem comer muito açúcar, só ocasionalmente. E acho que não é segredo pra ninguém que o açúcar é uma coisa que deve ser consumida com bastante moderação (e até ser evitado em alguns casos) pra quem busca manter o peso né. Então…

 

Tá, beleza… Mas e os Masterchefs que são gordinhos? Você deve estar se perguntando.

Se você, como eu, assistiu aos programas deve ter percebido que os participantes gordinhos no geral são especializados em fazer doces e/ou massas. Coisas que sabidamente são conhecidas por alegrar nossas vidas 🙂

Então, sim, tem uma minoria que realmente é gordinha. O que não diminui em nada seu valor. Pessoas gordinhas também são talentosas, gente boa, bonitas e vencedoras.

A participante Izabel Alvares, vencedora da segunda temporada, era gordinha e se amarrava em fazer massas. Recentemente ela emagreceu 35 quilos com uma alimentação low carb. Mas aquele low carb sem neuras, pois nas suas redes sociais podemos ver que sim, ela é uma pessoa normal que ainda come pizza de vez em quando.

masterchef-izabel-antes-e-depois-0217-1400x800-2

Izabel, linda de qualquer jeito.

 

Como ser magro comendo de tudo: 8 lições que aprendi assistindo Masterchef. É possível comer de tudo e ser magro. Como? Segura essa sabedoria em 8 lições que aprendi assistindo Masterchef.

Veja também esses relacionados

Comente via Facebook

Deixe seu comentário